Outras Notícias

paz e desenvolvimento

  • A defesa da paz em tempo de pandemia

    a defesa da paz em tempo de pandemia 1 20200326 1439962025

    O momento complexo e muito imprevisível que estamos a viver, que nos restringe a socialização habitual, exige de todos uma visão mais larga e uma reflexão mais atenta sobre o que se está a passar, designadamente sobre o sofrimento dos povos de países mais vulnerabilizados e o comportamento das grandes potências no plano europeu e mundial, quando se impõe mais solidariedade e cooperação e um esforço redobrado para pôr cobro ao inaceitável recurso à agressão económica e militar nas relações internacionais.

    Este é um momento onde a responsabilidade social não pode ser confundida com um clima de medo, que pode levar à sua banalização e às condições propícias à amputação de direitos, liberdades e garantias fundamentais, enfraquecendo a democracia e criando dificuldades acrescidas ao progresso social e à paz.

  • A defesa dos Direitos Humanos: desafios das migrações no século XXI

    a defesa dos direitos humanos desafios das migracoes no seculo xxi 1 20200128 1637601218

  • A Importância da luta pela Paz

  • A importância da luta pela Paz - visionamento de filme e debate

    a importanicia da luta pela paz 3 20190208 1847000736

  • A Luta pela Paz

  • A Paz e o Desarmamento Nuclear | Exposição | Palestra

    a paz e desarmamento nuclear exposicao palestra sao mamede de infesta 1 20191007 1439488034

  • A paz em debate e a cultura da paz

    a paz em debate e a cultura da paz 3 20190215 1926924921

    Na Junta de Freguesia de Silves realizou-se uma sessão pública, bastante participada, sobre " A Paz e a situação internacional" em que intervieram Sofia Costa do núcleo do CPPC no Algarve, Tito Coelho, presidente da Junta de Freguesia de Silves, Luísa Luis, vereadora da CM de Silves e Ilda Figueiredo, presidente da DN do CPPC.

    No debate que se seguiu foi dada particular atenção à situação na Venezuela tendo-se manifestado toda a solidariedade à Revolução Bolivariana e repudiado a atitude seguidista por parte do Governo Português relativamente aos EUA, ao arrepio da Constituição da República Portuguesa e do Direito Internacional.

    Entretanto, aproveitando a presença, de Ilda Figueiredo no Algarve, realizaram-se também reuniões de trabalho do CPPC com as Câmaras Municipais de Loulé e de Silves, onde se programaram actividades nas áreas da educação para a paz e da cultura da paz. O mesmo aconteceu com activistas da paz em Faro.

  • A Paz t(r)ocada por miúdos

  • Abandono da UNESCO pelos EUA é mais um símbolo da sua posição contra a liberdade e a Paz

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) condena a posição dos EUA de abandonar a UNESCO enquanto membro efetivo e passar ao estatuto de observador, com efeitos a partir de 31 de dezembro de 2018. A decisão foi formalizada no passado dia 12 pretextando a necessidade de reforma e alegada inclinação anti-israelita daquela organização. O primeiro ministro de Israel considerou a posição americana “corajosa e moral” e dispõe-se a também retirar o país da organização.

    Na realidade os EUA devem as respetivas anuidades à UNESCO desde 2011 – ano em que a administração de Barack Obama decidiu interromper o respetivo pagamento em represália pela aceitação da Palestina como membro efetivo da organização – causando com isso severas restrições financeiras.

  • Acampamento pela Paz

    acampamento pela paz 1 20180808 1674487189

    Realizou-se em Serpa, nos dias 27, 28 e 29 de Julho, o Acampamento pela Paz organizado pela Plataforma pela Paz e o Desarmamento.

    O Acampamento contou com a presença de centenas de jovens de todo o país que mais uma vez se juntaram pelos valores da Paz, da solidariedade entre os povos, pelos direitos da juventude à fruição cultural, ao desporto, ao emprego com direitos, contra o armamento e as armas nucleares e a escalada de agressões a povos soberanos.

  • Acampamento pela Paz - Évora 2015

  • Acampamento pela Paz - Évora 2017

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação, enquanto membro do Comité Nacional Preparatório do 19º Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes, apela à participação no Acampamento pela Paz!

  • Acampamento pela Paz | Serpa | 27 a 29 de julho

  • Acampamento pela Paz 2014

     

    O CPPC participou em mais um acampamento pela Paz!

    Realizou-se nos dias 25, 26 e 27 de Julho mais um Acampamento pela Paz, desta vez em Évora.

    Três dias intensos, onde se comemoraram as conquistas do 25 de Abril, onde se afirmaram e defenderam direitos essenciais e indispensáveis para o desenvolvimento do país e plena realização dos jovens.

    Contámos com muitas actividades, muita cultura, muito desporto, muito convívio, muita solidariedade entre todos os participantes. Solidariedade entre os que defendem o mesmo, entre os que lutam por um futuro de Abril. Solidariedade para com povos que exigem a mesma liberdade e paz por nós conquistada a pulso nas ruas. Assinalámos em especial o debate sob o tema "25 de Abril: passado de resistência e futuro de luta" onde se falou do que foi a Revolução dos Cravos e do que queremos para o nosso futuro, e também das questões que hoje ameaçam o mundo, como por exemplo as dramáticas situações na Palestina e na Ucrânia.

    O futuro aos jovens pertence, pois aos jovens pertence a responsabilidade de continuar a lutar por um mundo mais justo e fraterno. Acabou o acampamento mas não a nossa luta. Todas as associações que hoje pertencem à Plataforma 40x25 e todas aquelas que ainda vão a tempo de aderir comprometem-se a continuar nas ruas, junto dos jovens a garantir Abril de novo.

    Porque Abril é o sonho que se alcança!

    #acampamentopelapaz

  • Acampamento pela Paz 2015

    A Plataforma "40x25", que o CPPC integra, está a organizar novamente este ano o Acampamento da Paz, na cidade de Évora (no parque das piscinas municipais).

    O Acampamento pela Paz junta todos os anos centenas jovens de todo o país num ambiente de alegria, com cultura, desporto e debate à mistura, com os valores da paz e da amizade entre os povos sempre presentes.

    Junta-te a nós na sua preparação e participa!

     

  • Ação de Luta da CGTP-IN | 26 de Setembro

    acao de luta da cgtp in 26 de setembro 1 20200929 1917620524

     

    O CPPC - Conselho Português para a Paz e a Cooperação, consciente que a defesa da Paz é indissociável da luta dos trabalhadores e dos povos por melhores condições de vida e contra as desigualdades e as injustiças sociais, expressa o seu apoio e adesão à ação de luta convocada pela CGTP-IN para dia 26 de Setembro.
    Conscientes de que é possível e imprescindível construir um mundo mais justo, mais solidário, de cooperação e de Paz. O CPPC junta-se neste dia 26 aos trabalhadores, os homens e as mulheres, a juventude, que estarão em luta pelos seus direitos, porque a defesa da Paz, sendo inseparável da luta pelos direitos laborais e sociais é, também, condição essencial à vida humana, indispensável para garantir a liberdade, a soberania, a democracia e o progresso social.
    Para defender a Paz, para construir um mundo melhor, avançando nos direitos e valorizando o trabalho e os trabalhadores, todos não somos demais!
    O CPPC participará nas ações em:
    Lisboa
    Local de encontro – placa central do Rossio 14h30
    Porto
    Local de encontro - junto da estação de metro do Campo 24 de Agosto - 15 horas
  • Acção de sensibilização para a importância da luta pela Paz

    A presidente da Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação, Ilda Figueiredo, participou, ontem, numa acção de sensibilização para a importância da luta pela paz dirigida aos participantes da reunião do Conselho Regional de Delegados da Direcção Regional de Lisboa do STAL.

     

  • Acção e beleza em Almada, pela paz e o desarmamento

    A Sessão Cultural pela Paz e o Desarmamento promovida pelo CPPC no sábado, 27, no cineteatro da Academia Almadense, constituiu um emocionante momento de afirmação da campanha em curso pela adesão de Portugal ao Tratado de Proibição de Armas Nucleares. Pelo renovado palco da centenária colectividade almadense passaram criadores e artistas, educadores e activistas, que no seu quotidiano se batem por justos valores, como são a paz, a solidariedade e a cooperação.

    O programa da sessão, apresentada por Sílvia Cunha, começou na rua, com o grupo Almada Street Band, composto por jovens músicos, animou a população encaminhando-a para o interior do espaço, onde prosseguiu no palco a sua actuação. Seguiu-se os Rumores d’ Além Tejo, com a música tradicional portuguesa a lembrar que é no povo e nas suas aspirações, tradições e cultura que reside a identidade de um povo, pilar da sua soberania. A juventude voltou a estar no centro das atenções com os The Future IZ US e a contagiante alegria e energia da sua dança.

  • Ações no Algarve levam mais longe a luta pela Paz

    Durante os dias 24 e 25 de Janeiro, uma delegação do CPPC incluindo Ilda Figueiredo, presidente da direcção nacional, e Sofia Costa, do núcleo do CPPC no Algarve, acompanhadas de Isa Martins, representante do Sindicato dos Professores da Zona Sul, reuniram com diversas instituições de Loulé, Faro, Olhão e Vila Real de Santo António, para programar actividades e parcerias no âmbito da educação para a paz, da cultura da paz e da campanha pela assinatura e ratificação por Portugal do Tratado de Proibição das Armas Nucleares.

  • Almada pela Paz

    No Fórum Romeu Correia, em Almada, iniciou-se o ciclo " Almada pela Paz", com uma exposição sobre a Segunda Guerra Mundial e a luta pela Paz, produzida pela Câmara de Almada em colaboração com o Conselho Português para a Paz e Cooperação, e uma exposição sobre a Palestina da artista plástica Joana Villaverde.

    Este ciclo pela Paz terá um programa diversificado até ao final do ano.

    Na sua abertura, que contou também com trabalhos de crianças sobre a Paz, participou e interveio a presidente da direcção do CPPC, Ilda Figueiredo, o presidente da CM de Almada, Joaquim Judas, e a artista plástica Joana Villaverde.