Outras Notícias

FacebookTwitterRSS Feed

Sim à Paz! Não à NATO!

Sim à Paz! Não à NATO!- Iniciativas por todo o País A campanha «Sim à Paz! N&at...

012

madiba 1 20131207 1205789265

 Até sempre Madiba*

Perante o falecimento de Nelson Mandela, o Conselho Português para a Paz e Cooperação expressa o mais profundo pesar ao povo da África do Sul e os seus mais sinceros pêsames pela perda do seu líder histórico da luta contra o criminoso regime do apartheid e pela liberdade, a democracia, a justiça e o progresso social.


Nelson Mandela desde muito jovem dedicou a sua vida à luta contra o brutal regime opressor do apartheid Sul Africano. Em 1942 começa a frequentar reuniões do Congresso Nacional Africano (ANC) e é um dos fundadores da Liga da Juventude do ANC em 1944. Em 1962, quando actuava na clandestinidade como membro do movimento Umkhonto we Sizwe, na sequência do massacre de Sharpeville e da ilegalização do ANC, Nelson Mandela é preso, acabando por ser condenado a prisão perpétua. Em 1985 recusa a proposta, do então presidente sul-africano, de em troca da renúncia à luta armada poder sair da prisão. Em 1990, após 28 anos de prisão, e ao fim de uma longa luta pela sua libertação por parte do povo da África do Sul e de movimentos de solidariedade e organizações progressistas de todo o mundo, Nelson Mandela é, finalmente, libertado e contribuí para o fim do iníquo regime de apartheid no ano seguinte. Em 1994, Mandela é eleito Presidente da África do Sul, nas primeiras eleições livres realizadas nesse país.

Assinale-se que apenas em 2008 Mandela é retirado da lista das personalidades consideradas terroristas pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos da América.

O CPPC recorda, como também em Portugal, foi activa a solidariedade para com o povo da África do Sul e a luta anti-apartheid, nomeadamente através do “Movimento Português Contra o Apartheid” de que o CPPC foi dinamizador, e que, por exemplo, organizou uma iniciativa de boas-vindas a Nelson Mandela aquando da sua visita ao nosso País, em Outubro de 1993.

O exemplo de coragem, coerência, determinação e luta de Nelson Mandela continuará vivo em todos aqueles que desejam e agem em prol de um Mundo mais justo, livre e de progresso e paz.

* Madiba – título de carinho e respeito atribuído a Nelson Mandela, deriva do seu nome no clã Xhosa.